Questões

Paulo, com 55 anos de idade, obeso e tabagista há muitos ano 50884

Paulo, com 55 anos de idade, obeso e tabagista há muitos anos, foi

encontrado morto em seu quarto. Sua esposa informou que Paulo estava

muito estressado e sem dormir, o que o levara a utilizar diazepam nos

últimos três dias. Em seu quarto foi encontrada uma caixa de vinte

comprimidos de diazepam 10 mg, sugerindo que Paulo havia consumido

quatro comprimidos. Apesar dos sinais de estresse, sua família não notou

nenhum sintoma de depressão. Segundo o prontuário médico, Paulo era

portador de hipertensão arterial e doença pulmonar obstrutiva crônica

(DPOC) secundária ao tabagismo, e já apresentava exames laboratoriais

com sinais de hipoxemia (diminuição da concentração de oxigênio no

sangue) e hipercapnia (aumento da concentração de CO2 no

sangue) moderada, ou seja, o paciente tinha dificuldades respiratórias.

Também foi diagnosticada apnéia obstrutiva do sono, que se caracteriza

por obstrução das vias aéreas associada a apnéia (parada da respiração).

Essa obstrução só ocorre durante o sono, pois, nesse período,

observa-se um relaxamento da musculatura ao redor da laringe, incluindo a

língua e o palato mole, o que obstrui a passagem de ar. Para melhorar a

oxigenação do sangue e vencer esse obstáculo, o corpo reage fazendo um

esforço respiratório. Isso aumenta a velocidade e a pressão do ar, que

vence o obstáculo e gera, muito freqüentemente, uma vibração dos tecidos

moles. Ao fazer o esforço físico para vencer o obstáculo, o paciente

acorda, o que pode ocorrer inúmeras vezes durante a noite.Com relação à situação hipotética acima e às características do diazepam, julgue o seguinte item.O uso de diazepam pode ter contribuído para a morte de Paulo porque, mesmo em doses hipnóticas, pode agravar distúrbios da respiração relacionados à apnéia obstrutiva do sono.

Questões similares