Questões

Texto.A maioria dos comentários sobre crimes ou se limitam a 49704

Texto.A maioria dos

comentários sobre crimes ou se limitam a pedir de volta o autoritarismo

ou a culpar a violência do cinema e da televisão, por excitar a

imaginação criminosa dos jovens. Poucos pensam que vivemos em uma

sociedade que estimula, de forma sistemática, a passividade, o rancor, a

impotência, a inveja e o sentimento de nulidade nas pessoas. Não

podemos interferir na política, porque nos ensinaram a perder o gosto

pelo bem comum; não podemos tentar mudar nossas relações afetivas,

porque isso é assunto de cientistas; não podemos, enfim, imaginar modos

de viver mais dignos, mais cooperativos e solidários, porque isso é

coisa de "obscurantista, idealista, perdedor ou ideólogo fanático", e o

mundo é dos fazedores de dinheiro.Somos uma espécie que possui o

poder da imaginação, da criatividade, da afirmação e da agressividade.

Se isso não pode aparecer, surge, no lugar, a reação cega ao que nos

impede de criar, de colocar no mundo algo de nossa marca, de nosso

desejo, de nossa vontade de poder. Quem sabe e pode usar - com firmeza,

agressividade, criatividade e afirmatividade - a sua capacidade de doar e

transformar a vida, raramente precisa matar inocentes, de maneira

bruta. Existem mil outras maneiras de nos sentirmos potentes, de nos

sentirmos capazes de imprimir um curso à vida que não seja pela força

das armas, da violência física ou da evasão pelas drogas, legais ou

ilegais, pouco importa.Jurandir Freire Costa. In: Quatro autores em busca do Brasil. Rio de Janeiro: Rocco, 2000, p. 43 (com adaptações).Acerca das idéias do texto, julgue o seguinte item.A argumentação do texto põe em confronto atitudes possíveis: uma que se caracteriza por passividade e impotência, outra, por resistência criativa.

Questões similares